Top 10 senhas mais hackeadas em 2019. Sua senha é uma delas?

Novas estatísticas revelam que milhões de pessoas que foram hackeadas continuam usando senhas extremamente simples. As estatísticas provêm de uma detalhada análise de violações realizada em nome do National Cyber ​​Security Center (NCSC) do Reino Unido.

Milhões de usuários continuam a usar a senha mais fraca do mundo

Dados obtidos do serviço Have I Been Pwned revelam que mais de 23 milhões de pessoas que foram hackeadas usam a senha 123456. Em seguida, na lista, a senha 123456789, usada por 7,7 milhões de usuários, e a infame senha qwerty, usada por 3,8 pessoas.

Aqui está uma lista das 10 senhas usadas com mais freqüência pelas vítimas de hack:

1. 123456 
2. 123456789 
3. qwerty 
4. password 
5. 111111 
6. 12345678 
7. abc123 
8. 1234567 
9. password1 
10. 12345

O mais curioso é que a lista de 2015 não diferiu muito das listas que a SplashData tinha feito em anos anteriores. Por exemplo, as duas senhas mais comuns que normalmente estão no topo das “piores” listas – 123456 e senha – continuam a ocupar as primeiras posições a cada ano.

Aqui estão as 10 principais senhas acompanhadas pelo número de usuários que as utilizaram:

1. 123456 – 753,305 
2. linkedin – 172.523 
3. senha – 144.458 
4. 123456789 – 94.314 
5. 12345678 – 63.769 
6. 111111 – 57.210 
7. 1234567 – 49.652 
8. sol – 39.118 
9. qwerty – 37.538 
10. 654321 – 33.854

Talvez a melhor maneira de proteger suas senhas seja a mais óbvia: altere suas senhas com frequência e use combinações de letras, números, símbolos e letras maiúsculas. Senhas complexas e longas dificultam a execução de ataques forçados por invasores. Observe que, se suas credenciais tiverem sido comprometidas em uma violação de dados, não recicle sua senha antiga. Certifique-se de criar novas senhas, seguindo as dicas acima.

Quanto ao estado de segurança em 2019, o NCSC também realizou seu primeiro Cyber ​​Survey no Reino Unido, que revelou os seguintes fatos:

Apenas 15% dizem que sabem muito sobre como se proteger de atividades prejudiciais; 
A preocupação mais comum é que dinheiro seja roubado – com 42% de probabilidade de acontecer até 2021; 
89% usam a internet para fazer compras online – com 39% semanalmente; 
Um em cada três depende, em certa medida, de amigos e familiares para ajudar na segurança cibernética; 
É mais provável que os jovens tenham consciência da privacidade e sejam cuidadosos com os detalhes que compartilham on-line; 
61% dos usuários de internet verificam mídia social diariamente, mas 21% relatam que nunca olham para mídias sociais; 
70% sempre usam PINs e senhas para smartphones e tablets; 
Menos da metade nem sempre usa uma senha forte e separada para sua conta de e-mail principal.


Piores erros de segurança que seu computador pode sofrer, 25 falhas que mais afetam nossos dispositivos

Nenhum sistema operacional é imune a falhas de segurança. Mesmo aqueles de código aberto como o…

Empresa corrige bug que permite sites mal-intencionados acessem credenciais de usuário a partir de um site visitado anteriormente

A empresa LastPass corrigiu uma vulnerabilidade que poderia permitir sites mal-intencionados acesso não autorizado a…

Whatsapp: cuidado, excluir a mensagem de todos nem sempre funciona – Falhas

Sem dúvida, uma das funções que a maioria dos usuários do WhatsApp recebeu de braços abertos era…

Como saber quem vê suas fotos do Instagram de forma simples e fácil

O Instagram é a rede social mais popular do momento por um longo tempo, chegando…

Sua senha foi roubada? Google Chrome informará você se sua senha foi roubada por padrão

O Google ainda está trabalhando para incluir um grande número de melhorias no Chrome, como as…

Fácil e rápido: como baixar vídeos do Facebook ou Instagram em segundos

Hoje, as redes sociais tornaram-se elementos diários de uso diário para centenas de milhões de…